Olhe ao seu redor. Esfregue os seus gravetos mentais e acenda um fogo. Acorde o macaquinho do sótom-mental. Eles estão lá, estão por toda a parte, e sustentam o seu mundo. É só ver. O que eles significam? Pra mim? Hum... bem... o que eles significam para você? Veja, simplesmente veja-os. Afinal, as maiores viagens também começaram com um único passo.

quinta-feira, maio 18, 2006

Copa do mundo

Aiaiaiai... Esses quatro anos passaram muito rápido... De+ até...

E mais uma vez o Brasil já é declarado pelo país inteiro campeão do mundo com uns dois meses de antecedência... Ai como isso me irrita "¬¬ Hexa aqui, hexa acolá... Verde e amarelo por todos os lados... E milhões de blusas amarelas pra vender por aí. Sem contar que todas as empresas (nacionais ou não) resolvem torcer pelo Brasil e já declará-lo campeão. Como é que as multinacionais fazem? Vestem a camiza de todos os países onde têm alguma participação? Hein hein heeein?
E o que eles vão fazer se o Brasil for eliminado nas oitavas-de-final após uma campanha horrorosa e a final foi Itália × Alemanha?
O primeiro jogo já é em menos de um mes... Justamente no dia da minha prova de Cambridge... Pqp... I wanna kill somebody to make me feel better!!!

--> Onde está mesmo a minha camisa da Argentina??

segunda-feira, maio 15, 2006

Velhos companheiros

Knock, knock!, disse ele enquanto entrava faceiramente no grande salão iluminado pela luz da lareira sempre acesa nestes dias de inverno. Haviam muitos anos que ninguém tinha qualquer notícia de Lancelote, mas ele sempre fazia assim. Chegava quando menos era aguardava e agradava a todos com sua presença alegre e excelentes histórias.
Desta vez nada era diferente, e um outro visitante que vinha com ele tornou a surpresa ainda mais alegre. O Pendragon, Gwydion, vinha andando tímido mas forte e decidido atrás do velho amigo.
A surpresa foi total, mas não para todos. A Rainha secretamente aguardava a chegada deles. Afinal, a notícia do Festival Anual de Rosquinhas percorre o reino ainda mais rápido do que os mensageiros que entregam os convites aos seletos sortudos, e os dois sempre estavam na lista.
Como ela poderia deixar de fora os maiores responsáveis pelo sucesso estrondoso do evento? Gatos, talentosos, fortes e habilidosíssimos, contadores de histórias fantásticas natos, Lance e Gwy estavam em todas. Mas sempre em todas as certas. Nas horas vagas Lancelot fica em casa com a sua mulher (que ele faturou furando o olho de um veeelho amigo) e resolvendo pendengas com sua ex-mulher. E Gwydion fica vagando pelas florestas dos reinos salvando as eventuais donzelas em perigo. É isso que dá ele ter caído de amores por uma Sacerdotiza: nunca dá certo. Neste caso, infelismente a moçoila acabou morrendo.
Infelismente, neste ano os nossos heróis habituais acabaram chegando em cima da hora da abertura da comilança, então suas histórias ficarão para entre uma bocada e outra.

"Huummm... Donuts!!" Disse o Assessor Oficial para Assuntos de Rosquinhas do Reino e o Festival teve início.

+ continua +

quarta-feira, maio 03, 2006

Remember, remember, the 5th of November...

Olá, formosa dama. Linda noite, não?
Perdoe-me a intromissão, talvez a senhorita pretendesse passear... Apenas desfrutar a paisagem.
Não importa, creio que é chegado o momento de uma breve conversa.
Ahh, eu me esqueci de que não fomos apresentados. Eu nao tenho um nome, mas pode me chamar de V.
Madame Justiça... Este é V.
V... Esta é Madame Justiça.
Olá Madame Justiça.
"Boa noite, V."
Pronto, agora já nos conhecemos. Para ser sincero, outrora fui um admirador seu. até imagino o que esá pensando... "O pobre rapaz tem uma quedinha por mim... uma paixão juvenil."
Desculpe, mas não é o caso. Eu a admirava, apesar da distância. Ainda criança, passando pela rua, eu admirava sua beleza. Eu dizia a meu pai, "Quem é aquela moça?", e ele respondia, "É a Madame Justiça". Ao que eu replicava: "Como ela é linda".
Por favor, não pense que se trata apenas de atração física. Em absoluto. Eu a amava como pessoa, como ideal. Isso foi há muito tempo. Agora, confesso que há outra...
"O quê? Que vergonha, V! traindo-me com uma meretriz de lábios pintados e sorrizo vulgar!"
Eu, madame? Permita-me uma correção. Foi a sua infidelidade que me arremessou nos braços dela!
Ah! Ficou suspresa, não? Pensou que eu desconhecia suas escapadelas? Enganou-se. Eu sei de tudo. Na verdade, não me surpreendi quando soube que você flertava com homens de uniforme.
"Uniforme? E-eu não sei doque você está falando. Sempre foi você, V... O único em minha vi--"
Mentirosa! Meretriz! Ousa negar que se deixou envolver por ele, com suas braçadeiras e botas?
E então? O gato comeu sua língua? Foi o que pensei.
Muito bem. A verdade foi revelada. Você não é mais minha Justiça. É a dele. Recebeu outro em sua cama. Faça bom proveito de seu novo amante.
"Snif! Snif! Q-quem é ela? Como se chama?"
Seu nome é Anarquia. E ela me ensinou mais como amante do que você imagina. Com ela aprendi que não há sentido na Justiça sem liberdade. Ela não faz promessas e nem deixa de cumpri-las como você. Eu costumava me indagar por que jamais me olhou nos olhos. Agora eu sei.
Por isso, adeus, cara dama. Nossa separação não me entristesse, uma vez que não é mais mulher que outrora amei. Eis um último presente, que deixo a seus pés.
As chamas da liberdade. Que adorável. Quanta justeza minha preciosa Anarquia... O beldade até hoje eu te desconhecia.

- Alan Moore
Volte sempre e use filtro solar.