Olhe ao seu redor. Esfregue os seus gravetos mentais e acenda um fogo. Acorde o macaquinho do sótom-mental. Eles estão lá, estão por toda a parte, e sustentam o seu mundo. É só ver. O que eles significam? Pra mim? Hum... bem... o que eles significam para você? Veja, simplesmente veja-os. Afinal, as maiores viagens também começaram com um único passo.

quarta-feira, janeiro 19, 2005

Sacudindo a poeira...

Nooooossa! Há quantos mil séculos eu não aparecia por aqui!?!?!
Já tá até criando teia de aranha.... Tem umas poeirinhas.... Hehehe.
Pô, eu fui pra Saqua né.... Foi tuuuuuuuudo de bom! Fui com a Tat, e lá nós encontramos a Fê! Super beijo pra vocês amigas! Teve muita praia, balada, gatinho.... Hum.... Que delícia de viagem! Hauhauhauh!
Depois que eu voltei de Saqua, lá fui eu viajar de novo! Dessa vez pra Tarituba, um bairro de Parati que é literalmente uma vila de pescadores! Super delicinha! Só não tinha gatinhos, mas nem ia adiantar muito, eu tava com a família, e nem rolava dar um perdido... Mas tudo bem, aproveitei de montão também!!
Agora que eu tô de volta, vou tirar o meu atraso! Pô, dois meses de férias e não fiz praticamente naaada do que eu planejava! Que decepção!! Mas o Carnaval tá chegando, os amigos estão todos aí, e estão todos com o mesmo fogo que eu! Então, meu filho, se segura porque nós vamos botar pra quebrar nesse fim de férias!
Por falar nisso, eu já não agüento mais estar de férias! Estou com saudade da escola, de todos os meus miguxinhus queridos.... Ai ai.... Mas tudo bem, eu sei que quando as férias acabarem eu vou estar dizendo algo como "As férias foram curtas... Podia ter um mes a mais"... Hauhsuahuhauhaha!
Cara, que sinistro! Acabou de aparecer no meu orkut com super amigão meu que eu não via desde a quinta série!!!!! Tipo, tem uns cinco anos que a gente não se fala! Uau... Esse orkut é tudo de bom! De que outra forma eu poderia reencontrar os veeeelhos amigos??

É isso aí... Tchaus!!!

Ah, nos próximos dias eu reapareço com novas reflexões profundas sobre a vida...

segunda-feira, janeiro 03, 2005

Cacília Meireles 2: o Retorno!

Olá.

Mais uma vez aqui estou eu, sozinha, na frente do computador, acordada de magrugada.

Mas hoje vai ser diferente. Não estou com tanta disposição para escrever, como estava ontem. Mas vou dar o melhor de mim, como faço sempre que me sento na frente de um teclado para escrever.

Escrever? Não. Sonhar, divagar, viajar, profetizar, desabafar, planejar, reclamar, copiar, implorar. Qualquer coisa, menos escrever. A própria palavra, mesmo resumindo todas as citadas enteriormente, parece um ato mecânico e vazio. O Poeta não escreve. Ele cria. Desenvolve uma nova realidade, onde tudo é possível, onde todos os sonhos se tornarão realidade assim que o sonhador acorda. Onde a grama nasce ou o sol se pôe segundo a sua vontade. Onde se pode ser Deus. Onde se é Deus. Infinito e eterno na sua criação: o texto.

Mas a poesia não é apenas texto. É música. Mas não formada por notas em uma escala estabelecida. Música formada por palavras. Palavras livres. Que tanto podem soar como alegres passarinhos ou um riacho sobre as pedras, como podem parecer a tristeza da morte ou o ressoar da tempestade. Livres e eternas. Imortais e para sempre.

Ah, a poesia. Espelo da Alma e das emoções humanas. Escrava e senhora. Tudo e nada. Apenas poesia.



Inscrição na Areia
por Cecília Meireles

O meu amor não tem
importância nenhuma.
Não tem o peso nem
de uma rosa de espuma!

Desfolha-se por quem?
Para quem se perfuma?

O meu amor não tem
importância nenhuma.
Inscrição na areia.

domingo, janeiro 02, 2005

Primeiro post no ano-novo

Hey! Aqui estou eu! Primeiro post do ano-novo!!! Êêêê!!! Nossa, minha "passagem" foi tããão legal! Fui lá pra Copa. Nem deu pra me divertir tanto quanto eu planejava, mas mesmo assim foi muito bom! Assisti a queina de fogos (que foi maravilhosa, apesar daquela nuvem), o show do Barão Vermelho, e a bateria da Grande Rio. Gringo sambando é mesmo a coisa mais hilária do mundo! Cheguei em casa às 5h, e dormi até as 16h30. Isso já tá virando tradição.... Hehehe

Ai ai... Estou a fim de escrever tanta coisa... Tantas idéias tão promissoras... Mas a aurora se aproxima e, com ela, a triste hora em que tenho que me desligar do universo cibernético e ir dormir. Nossa, estou parecendo um vampiro: minhas horas mais produtivas são aquelas que se encontram entre o pôr e o nascer do sol... Hehehe.
Tantas coisas novas que se encontra na internet nesse horário... Tantas bizarrices... Tantas coisas legais... Velhos amigos perdidos no orkut... Velhas músicas esquecidas... Velhas histórias de pessoas abandonadas pela vida, escritas em blogs solitários que ninguém acessa... Navegantes perdidos pela madrugada.
Pena que não dá pra conhecer ninguém a essa hora. É raro encontrar alguém que consiga manter uma atividade mental satisfatória às 5h da manhã... É uma capacidade que precisa ser lentamente desenvolvida. Hora após hora. Noite após noite. Até que, num belo dia (ou numa bela noite, com preferir), ir dormir às 6h da manhã como se isso fosse a coisa mais natural do mundo, quando o céu adquire um lindo tom violeta, com as nuvens começando a ser tirgidas de vermelho, anunciando a aurora que antecede um novo dia... É tão lindo fazer isso... Poético. Ainda vou despertar meu lado ainda mais sensível do que o habitual e escrever uma poesia sobre isso... Mas agora não. Tenho que desligar tudo e ir dormir. As cigarras já cantam, e os passarinhos acordam. Logo o som dos carros na rua será mais uma vez ouvido muitos metros acima da rua, no décimo andar de um pacato edifício de apartamentos. Passando na rua, ninguém poderia imaginar que, naquela janela fracamente iluminada, o que brilha não é a luz de um abajour, mas sim a luminosidade da tela de um computador, ligado durante toda a noite, conectado por muitas horas na grande rede...
Adoro fazer isso. Me sinto completa na solidão que invade a casa enquanto todos dormem. Todos, exceto eu, que passo a noite acordada. Indo dormir quando todos estão a ponto de acordar e recomeçar a viver suas vidas, mais uma vez. Não é insônia, como deve estar parecendo. É opção. Depois de tantos anos estudando de manhã, não sei o que fazer quando tenho essa parte do dia livre, como acontece quando estou de férias (que é exatamente o caso agora). Então, como sempre gostei de dormir bastante, juntei a fome com a vontade de comer, o útil ao agradável, e passo as manhãs inteiras dormindo. Acordando ocasionalmente mais cedo para ir à praia, coisa que não acontecerá nesta semana, por mais que eu queira, esteja calor e faça sol. Meu piercing não permite. Já falei sobre isso antes.
Agora tenho que ir. A aurora não tarda.

Boa noite a todos os notívagos, e bom dia aos que agora despertam.

Ps.: como já deve estar dando para perceber, me torno uma pessoa diferente com o passar das horas da madrugada, mais melancólica e com mais disposição para escrever... Mas não menos feliz e satisfeita com a vida.

sábado, janeiro 01, 2005

Retrospectiva 2oo4

Hoje, como último dia do ano que se preze, vai ter retrospectiva. Então vamos lá:

+ Passei para o CPII-Centro (24º lugar, 45 vagas, sei-lá-muitos candidatos por vaga...), e sem fazer cursinho;
+ Fiz este blog;
+Trei o aparelho (depois de longos dois anos e meio);
+ Entrei para o Fórum ÍON;
+ Conheci muita gente interessante;
+ Mantive os velhos amigos;
+ Virei um ser-humano muito melhor;
+ Amadureci;
+ Beijei muito na boca;
+ Entrei no jiu-jitsu (e já sou graduada);
+ Comecei a malhar;
+ Voltei a amar praia, sol e mar;
+ Deixei de ser tão anti-social e tímida;
+ Melhorei muito a minha auto-estima;
+ Pus um piercing na orelha;
+ Conheci a Tat;
+ Deixei de ter a idade brega que são os 15 anos;
+ E por último, mas não menos importante (pelo contrário, o principal): fui muito feliz!!!

Agora, uma crônica muito legal que eu acabei de encontrar no site do Jornal O GLOBO:

O que queremos em 2005

"Que os anos 80 descansem em paz, amém.
Que o termo “descolado” seja banido da face da Terra (e fique exilado no mesmo lugar que o termo “gente bonita”).
Que as pessoas digam “obrigado” e “por favor” .
Que não tenhamos tantas áreas VIPs. Ou melhor, que não tenhamos nenhuma área VIP.
Que os jogadores de futebol parem de chamar os técnicos de “professores”.
Que o rádio toque Canastra, Nervoso, Nego Moçambique, Acabou La Tequila, Mombojó, Pelvs, Ramirez, Black Alien, Matanza, Da Lua, Netunos...
Que Kate Bush volte.
Que aquele casal vá logo embora.
Que as pessoas não sejam tão passivas, especialmente quando o assunto é música.
Que Britney Spears case com quem quiser e não nos encha o saquinho.
Que Michael Moore não desista.
Que o desconto para estudantes não seja uma desculpa esfarrapada para botar o preço dos ingressos tão fora da realidade.
Que o dub não vire moda.
Que as pessoas se soltem MESMO nas pistas de dança e não fiquem apenas fazendo pose.
Que as músicas inéditas, e não apenas os flashbacks, sejam bem vindas.
Que o moço do mate e limão passe quando der sede.
Que tudo o que for diferente não seja chamado de “moderninho” ou, vade retro, “muderno”.
Que os seguranças peguem leve.
Que as pessoas sejam menos minúsculas e abreviadas e mais caixa alta e baixa, com todas as letras.
Que nunca mais homem algum chame mulheres de “mulherada”.
Que faça sol."


Ai ai, pena que a maioria das pessoas não conheça nem metade das coisas citadas no texto acima... Mas tudo bem. 2oo5 está aí, e é uma ótima oportunidade para pormos em prática um dos slogans do MV-Brasil:
"A IGNORÂNCIA DEVE SER COMBATIDA"

Hehehe... (rindo para não chorar)

Mas então é isso. Um ano acabou, mais um ano começa.
E aqui fica o meu desejo para todos os leitores, a comunidade bloggeira, os cariocas, e os cidadãos-do-mundo em geral:

QUE 2oo5 SEJA UM ANO DE MUITA FELICIDADE,
MUITAS REALIZAÇÕES,
MUITO BEIJO NA BOCA,
MUITA FESTA,
E MUITA PAZ.

= PARA TODOS NÓS =
Volte sempre e use filtro solar.